29 de novembro de 2013

Para minha Mestre com carinho !


Agorinha vi uma postagem de uma amiga muito, muito amada, já comentei dela aqui no blog, ela foi um anjo nas nossas vidas....salvou nossa Zíngara, e nos ajudou muito.  Além de ser uma pessoa dessas de caráter único...tão verdadeira, tão gente boa, que é até difícil traduzi-la em palavras.
Ela perdeu o pai, e eu sei que tem sido uma dor gigante, daquelas que só filhos que amam muito seus pais, podem entender...
Hoje ela postou uma mensagem escrita por ele, com a foto dele, e na hora que eu li, me tocou lá no fundo, nessa época que meu passado se faz tão presente. Pedi autorização e compartilho.


"A vida é assim, ela oferece coisas boas e de repente tira, bate, machuca.
Mas nós seguimos em frente, enxugando a lágrima, guardando a lembrança, recordando.
Bom quem tem o que recordar, quem teve instantes felizes, quem soube amar e ser amado."
(Antonio Luiz Mendes de Almeida)


Flavya, seu pai foi único, foi amado pelos seus e soube amá-los. Apesar de não conhecê-lo e não ter noção de como era a convivência entre vocês, tenho certeza que ele foi um cara muito feliz e viveu plenamente !
Obrigada pela mensagem.
bjs

Um comentário:

Flavya disse...

Ana, você não existe! Assim me emociona.... Muito obrigada pelas suas palavras, embora exageradas, mas sempre verdadeiras. Te adoro!
Beijo no coração,
Flavya