24 de julho de 2014

Eita!!!





E ontem completei duas semanas de academia.
Incrível, ainda estou viva!
'Bora emagrecer!

15 de julho de 2014

E foi dada a largada...


Finalmente aconteceu, comecei a malhação.
Quem diria....hahaha

Terça passada, fiz a avaliação, e comecei a fazer na quarta.
Fiz quarta, quinta, sexta faltei porque Nina não teve aula, e aqui não tem com quem deixar minhas meninas.
Ontem tava lá eu, e hoje novamente.
Bem, primeiras impressões são:
Eu realmente não curto essa de fazer exercícios, não nasci pra isso.
A parte de ergometria é bem tranquila, faria o dia inteiro esteira e bicicleta numa boa.
Os aparelhos são sinistros, e cada série completada é um alívio.
Aliás, a pessoa que criou os aparelhos de musculação não fazia sexo ou tava com muita raiva da vida, né possível, porque só uma pessoa revoltada  para ter idéia de criar aqueles troços.
Gente....é uma câmara de tortura, simples assim.
Bem, enfim, é isso.
Agora ou vai ou vai, vou eliminar sim meus 10kg.
E o melhor, vou manter meu peso lá embaixo, vai me custar caríssimo isso, mas não tem outro jeito.
Como diz o ditado: Tá no inferno? Abraça o capeta!
E lá vou eu, abraçadinha! rs

Boa Sorte pra mim!


28 de junho de 2014

27 de junho de 2014

Limites do Amor



Condenado estou a te amar
nos meus limites
até que exausta e mais querendo
um amor total, livre das cercas,
te despeça de mim, sofrida,
na direção de outro amor
que pensas ser total e total será
nos seus limites da vida.

O amor não se mede
pela liberdade de se expor nas praças
e bares, em empecilho.
É claro que isto é bom e, às vezes, 
sublime.
Mas se ama também de outra forma, incerta, 
e este o mistério:

-ilimitado o amor às vezes se limita, 
proibido é que o amor às vezes se liberta.

(Affonso Romano de Sant'Anna)


"ilimitado o amor às vezes se limita, 
proibido é que o amor às vezes se liberta."







26 de junho de 2014





Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; 
minhas tristezas, absolutas.
Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. 
Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos.


(Clarice Lispector)

25 de junho de 2014

Pequenas Aventuras 32



Na calada dos sonhos, ela viaja longe...


[Ana Sixx]


Imagem: Art Marie Desbons

11 de junho de 2014

Cantiga de amigo


Hoje uma amiga querida postou um escrito dela, e na imediata hora que li, meus olhos se encheram d'água.
Me tocou lá dentro essa lindeza, como gosto de ler coisas que me emocionam, e me fazem transbordar em amor e lágrimas....
Coloco aqui na íntegra, tal qual, ela postou, inclusive com a mesma imagem.
Abençoados sejam todos aqueles que nascem com o dom da escrita !!!!


Cantiga de amigo

Se o meu amigo canta
em nome meu ou de meu penar
que lhe seja doce o caminho
vereda de retornar.

seu nome como selo
sobre o meu peito
seu nome como fecho
sobre meus lábios
seu nome como timbre
sobre minha alma.

a cantiga do meu amigo
é leve como a revoada.


(Micheliny Verunschk)


Imagem: de As mui ricas horas do Duque de Berry, "O homem astrológico", 1416