22 de setembro de 2020

14 de setembro de 2020

Reciprocidade


 Ontem eu encontrei uma postagem no Instagram, que inclusive compartilhei, e que casa com a mensagem dessa imagem que acabei de postar aqui.

"É gostoso gostar de quem gosta da gente."

Duas coisas que se encaixam né?

Tô eu aqui tentando focar nisso, já que quem eu amo, não sabe amar, que eu goste apenas de quem gosta de mim.  Tudo que tenho aqui pra compartilhar, de carinho, de atenção, de boas trocas, eu dê apenas para quem gosta da minha presença, da minha energia.

Ninguém é obrigado a gostar da gente né? Imagine só a pessoa ser uma unanimidade?

Deve ser até chato....

Embora, no meu coração esteja agora uma mágoa bem gigantesca, um coração bem triste, eu sei que tudo passa, se não agora, um dia desses...

Vai passar.

4 de setembro de 2020

Sonhos



Tenho uns sonhos com frequência...hoje tive novamente.
Mexem comigo, mexem com a minha paz.
Hoje entendo, que nada posso fazer em relação a isso, não durmo pensando em ter esses sonhos, evito pensar sobre o assunto, para que não apareçam.
Não são ruins, mas também, não posso dizer que sejam bons, são sonhos que simplesmente não deveriam acontecer.
Hoje, eu tive um sonho desse, e isso mexe comigo...



Imagem: Bagriel Gray
 

13 de fevereiro de 2020







Na segunda tive uma notícia péssima, aquela que acaba com teu ano sabe?
Semana passada, minha tia mais próxima, irmã da minha mãe, foi ao médico levar um exame e descobriu que está com uma parada no pulmão.
A médica imediatamente encaminhou para um Pneumologista, e na segunda descobrimos que ela tem um tumor de 5 cm.
Hoje, ela irá fazer uma biópsia pra ver como está isso, e eu estou APAVORADA, não existe outra palavra pra isso....
Na semana passada, quando minha mãe contou da mancha, já me deu uma angústia sabe?
E pronto, é isso....

Minha tia, sempre foi a mais próxima, aquela que sempre me deu muito afeto, quando quase ninguém me via. Eu sempre fui a Claudinha, sempre tive dela um olhar diferenciado, um olhar amoroso, quando eu me via invisível pra quase todos, ela me via.
Ela que engravidou 3 vezes, e teve a perda de todos esses filhos...eu acompanhei sua dor...
Toda luta que ela teve na vida, e foram muitas, tudo isso eu vi...
A última agora, o câncer do marido, que está recuperado...

Não consegui ligar pra minha mãe na segunda, porque eu sei o laço que elas tem, e o quanto essa história está a afetando profundamente, liguei na terça dando aquela força pra minha mãe (que será o suporte da minha tia), mas quando desliguei o telefone desabei.
Cora falou: Poxa, vovó fez aniversário no sábado e na segunda recebe uma notícia dessas...
Ainda não falei com minha tia...minha mãe disse que era melhor não ligar agora, porque ela tá muito mexida com essa notícia...Na verdade eu nem sei o que eu vou dizer...só tem que ser em um dia que eu me sinta forte para não chorar no telefone.

Aí estou assim, angustiada, com uma dor no peito sem tamanho, chorando de desespero, de medo...
Pedindo a Deus que seja algo tratável, que ela não sofra, que minha mãe não sofra.

Como faz gente?
Como faz?

31 de janeiro de 2020

Feliz 2020!



Hoje, 31 de Janeiro de 2020!
Fiz muitos planos para esse ano, quero focar mais em mim, no meu corpo físico e na minha mente.
Tratar dos probleminhas que meu corpo anda apresentando (a velhice tem dessas coisas) e também das coisas que minha cabeça, pensa, pensa, pensa em looping...
Não é fácil viver com minha cabeça fervendo, conjecturando sem parar.
Hipóteses, situações, fantasias, enfim, procurando respostas que nunca terá!

Nessas férias das meninas, aproveitei pra fazer coisas em casa, organizei um monte.  Joguei muita coisa fora, doei roupas, cara, sou cumulativa.  Daquelas pessoas que não se desfaz de coisa tal porque lembra tal pessoa, ou tal momento, ou aquela época...
Afffff......
Só aliviei para minhas blusas de banda, essas mantenho, devem ser incineradas comigo no pós-morte kkk

Começo o ano com essa sensação de leveza e organização, espero que isso se estenda pra outros campos da minha vida.

Mais aquele pensamento continua, pessoas boas podem ser cruéis, muito cruéis.
Um ano bom, com muita saúde pra todos nós, espero estar aqui ano que vem nessa época escrevendo, nunca sabemos o que o futuro nos aguarda né?
E que a verdade aconteça.
Feliz 2020!

6 de novembro de 2019

Pra Cora e Nina


Essa mensagem é apenas pras minhas meninas.
Filhas, amo vocês.
Espero ter vida longa, pegar netos e bisnetos caso eu os tenha, mas, se num momento qualquer, numa esquina de hora dessas da vida, minha velinha apagar, saibam que vocês foram as melhores coisas da minha vida.
Agradeço por tudo, até pelas raivas passadas, tudo valeu à pena.
Desejo que vocês cresçam livres e independentes.
Que religião nenhuma as aprisione.
Que sejam honestas.
Justas.
Íntegras.
Que sejam felizes, muito felizes.
Vocês são minha continuidade, e sempre serão meu orgulho até o infinito.


4 de novembro de 2019

Essas recordações me matam...








Hoje recebi esse vídeo pelo zap da minha amiga Dêdê, com a seguinte mensagem:
"Trechos dessa música me fez lembrar você"
Dêdê foi um presente que ganhei nessa vida, minha amiga e confidente.
Ela me conhece.

Chorei horrores, que música bonita e triste, do Roberto Carlos.


"Eu venho aqui me deito e falo
Pra você que só escuta
Não entende a minha luta
Afinal, de que me queixo
São problemas superados
mas o meu passado vive
Em tudo que eu faço agora
Ele está no meu presente
Mas eu apenas desabafo
Confusões da minha mente."

1 de novembro de 2019

nunca chove sem molhar



Hoje acordei com essa música na cabeça, tenho esse costume.  Na verdade tenho trilha sonora pra vida toda.  A música me transporta para acontecidos, e não muito raro, me acabo de chorar como hoje.
Essa em especial, acho que é uma música positiva, mas me deu um aperto no coração....
Uma saudade da época que tocava direto nas rádios, fiz uma busca aqui, foi 1983, eu tinha 12 anos, era uma criança.
Sempre fui muito musical, desde pequena, e com um gosto diferenciado, era eclética, embora tivesse preferências, a mpb sempre foi muito próxima do meu coração.
Aí hoje, veio essa, e tá aqui tocando na caixola musical, e eu pensando em tanta coisa, vamos lembrando das coisas alegres e das tristes também.
E a gente acaba vendo que lá dentro, bem lá dentro, é um mar de tanta tristeza, que putaquepariu...
Pensar nas tristezas que outras pessoas nos causam, sem dó nem piedade.
Quando vou aprender a não me contaminar com essas coisas?
Quando?




"Seu coração tem algo que nunca muda
mas que também não envelhece nunca
Seu coração....

Vá entre por aquela porta ali
não tem caminho fácil não
é só dar um tempo que o amor vem pra cada um

fique feliz na boa e tudo vem
mas nunca chove sem molhar
é só dar o tempo que o amor vem pra cada um

seu coração tem algo que nunca muda
mas que também não envelhece nunca
Seu coração...

sério eu vejo tudo melhorar
lá! é só bater na porta e abrir
bem que eu disse pra você
que o amor vem pra cada um

fique feliz na boa e tudo vem
mas nunca chove sem molhar
é só dar um tempo que o amor chega até você

seu coração tem algo que nunca muda
mas que também não envelhece nunca
seu coração...

sério eu vejo tudo melhorar
lá! é só bater na porta e abrir
bem que eu disse pra você
que o amor vem pra cada um

o amor chega até você...
o amor vem pra cada um..."









20 de setembro de 2019

Sobre coragem e verdade



Duas coisas muito importantes que aprendi nesse ano de 2019.
A primeira é que, pessoas muito boas, podem ser extremamente cruéis.
É extremamente dúbio isso, como uma pessoa boa pode ser tão cruel? Não sei como responder a isso.  Mas senti na pele, a crueldade de uma pessoa de bom coração, de boa índole, exercício pra vida entender esse tipo de coisa.  Eu jamais teria coragem de ser assim.
Mas, aí vem a segunda grande lição, existem pessoas que não sabem lidar com a verdade, elas tem pavor disso, são pessoas que se escondem atrás do silêncio. Dane-se se isso trará extrema angústia aos outros, dane-se se isso levará tristeza a alguém, o importante é que ela, simplesmente silencia por pura incapacidade de chegar e falar a verdade, ser sincera, ser real e se protege assim, passando por cima dos outros.
Comigo aconteceu isso duas vezes, com a mesma pessoa.
Eu fico pensando, não posso julgar, não posso fazer isso, porque na verdade, nunca sabemos o que se passa no coração do outro, mas pensar o que diante da covardia?
Falar, somente isso, ser real.
Talvez eu seja muito viajandona mesmo, fico elocubrando aqui, mastigando pensamentos, ações, e sempre acho que as coisas são muito simples.
Onde a verdade chega, é tudo claro, é tudo bonito, mesmo o fim das coisas.
O fim das coisas podem ser bonitas, as pessoas é que as tornam feias e tristes.
É isso.



7 de agosto de 2019

Sobre incapacidade...



Para alguns, a incapacidade de ser verdadeiro e real.
E isso me impressiona, de verdade.
Eu não sou assim!